quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Bestiário de Aberdeen



Não sei se tenho palavras. Sei que as palavras continuam aí. Mas não as quero, acho. Só a imagem basta: a fênix na pira, prestes a ressurgir. Queimando. Símbolo do fim de um ciclo. Cinzas de um carnaval. Símbolo de um novo início. Afinal, é preciso morrer para ter um novo começo. Às vezes me sinto fênix. E quem nunca se sentiu assim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!