sexta-feira, 3 de maio de 2013

A Plenitude

A plenitude
que transborda agora
em minha alma
é como brisa
à beira-mar:
vem de mansinho
e como num carinho
sopra em mim
segredos e desejos
do verbo amar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Responderei ao seu comentário em seu respectivo blog.
Até mais!